SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Informações estratégicas para sua empresa crescer.

Beleza e Bem-estar

Imagem de título do setor Beleza e Bem-estar
13 de junho de 2018

O que a Rússia tem a ensinar para a nossa saúde?

As clínicas de estética se multiplicam em grandes cidades russas. Elas desenvolvem novas técnicas e faturam em ciam de outras que já são bem populares, como a depilação.

rússia beleza

O Bem Estar está no clima da Copa do Mundo e foi atrás de curiosidades russas! O que o maior país do mundo e também o país do Mundial 2018 tem a ensinar para a nossa saúde? Convidamos a dermatologista e consultora Márcia Purceli e a médica de família formada na Rússia Ligia Misurini.

Você sabia que o kefir é russo? A bebida láctea fermentada é rica em bactérias do bem, que ajudam a formar uma flora intestinal saudável. E o estrogonofe? Também é russo, mas é mais saudável, não leva catchup e batata palha.

Outra curiosidade é que as mães russas têm mais tempo com os seus bebês. A licença maternidade pode chegar a três anos e pode começar aos sete meses de gestação para a mãe se preparar para o parto. Em 70% dos casos, o parto é o normal, mais saudável para a mãe e o bebê.

Cuidados com a beleza

As clínicas de estética se multiplicam em grandes cidades russas. Elas desenvolvem novas técnicas e faturam em ciam de outras que já são bem populares, como a depilação. Na Rússia, ela costuma ser feita com uma cera de açúcar.

Os fios elétricos são parte de um tratamento popular. Os russos chamam de ‘trásion’, o que no Brasil é conhecido como corrente russa. Geralmente, o tratamento é na barriga. Por isso, é bom não comer nada duas horas antes. Oito eletrodos ficam espalhados sobre a região que concentra gordura. Dois cintos deixam tudo bem apertado e os choques começam. Dura cerca de 25 minutos.

E a cutícula russa? É uma técnica nova e diferente de fazer a unha, que promete não remover demais a cutícula. O pouco ou quase nenhum uso do alicate é apontado como a grande vantagem. A tesourinha só contar o excesso da cutícula e de uma maneira uniforme.

Outra forma é usando um aparelho que tem um motorzinho, uma broca. Ele vai trabalhar a cutícula de forma mais profunda. É indicado para quem tem a unha ressecada. As manicures avaliam qual o melhor procedimento.

Confira a notícia na íntegra no G1 Bem Estar.

Imagem: Banco de imagens

Fonte:
G1 Bem Estar
Autor:
Da redação
Publicado em:
13 de junho de 2018

Você também vai gostar de ler