SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Informações estratégicas para sua empresa crescer.

Casa e construção

Imagem de título do setor Casa e construção
21 de setembro de 2018

INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO PEDE PRORROGAÇÃO DE TRIBUTAÇÃO ESPECIAL

O sistema para o Minha Casa, Minha Vida acaba este ano.

cc

O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, alertou hoje (20) que, caso o prazo da tributação especial para obras do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) não seja prorrogado, o setor terá um prejuízo de 5% nos contratos do programa. Segundo ele, o assunto foi discutido durante a reunião que teve com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

Esse sistema tributário foi criado em 2004, com o objetivo de reduzir os custos fiscais dessas obras, de forma a estimular a construção de moradias para a população de baixa renda.“Foi criado, no MCMV, um sistema de tributário específico que vence no final deste ano. [O problema é que] existem contratos em andamento que, caso esse prazo não seja prorrogado, resultarão em um prejuízo da ordem de 5% do valor de contrato”, disse Martins após o encontro com Michel Temer.

Perguntado sobre como a reivindicação foi recebida por Temer, Martins comentou que o presidente “simplesmente disse que ia estudar [a questão] e que nos próximos dias daria uma resposta”.

Martins reivindicou também mais recursos para a manutenção do Minha Casa, Minha Vida. Segundo ele, “hoje o MCMV representa 65% de todo o mercado imobiliário no Brasil. Estamos com 2 milhões de trabalhadores que têm como principal produto o MCMV. Isso mostra a importância que esse programa tem hoje no mercado imobiliário”.

Confira a notícia completa aqui.

Fonte:
PEGN
Autor:
Agência Brasil
Publicado em:
21 de setembro de 2018

Você também vai gostar de ler