SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Informações estratégicas para sua empresa crescer.

Beleza e Bem-estar

Imagem de título do setor Beleza e Bem-estar
23 de novembro de 2018

Cosmecêuticos: novos produtos garantem mais beleza em 2019

Eleitos durante Conferência Internacional na Argentina os novos produtos prometem mais hidratação, proteção e conquista de pele jovem

cosmeceuticos

A indústria de cosmecêuticos, produtos intermediários entre cosméticos e medicamentos, tem crescido bastante, pelo menos nos últimos dois anos, e tem se apresentado como uma das mais promissoras no mundo com índices animadores, indo na contramão a outros segmentos de mercado.

Por isso, muitos produtos surgem a cada ano com foco principal na hidratação, proteção e promessa de conquista de uma pele rejuvenescida e bem tratada. A estes produtos de tratamento e cuidados com a pele são somados, frequentemente através da obtenção de estudos in vitro, novos ativos que agregam valor aos produtos tornando-os mais atraentes do ponto de vista de resultados para a estética corporal.

Evento Internacional

Em recente encontro científico/médico da Conferência Dermatológica e Estética Cirúrgica Internacional (Dasil), ocorrido em Buenos Aires, na Argentina, foram apresentados novos cosmecêuticos que prometem agregar valor no quesito qualidade da pele visando hidratação e proteção.

“A Dermatologia por ser a especialidade médica que se dedica à saúde e cuidado com a pele é a área visada por essa “indústria da beleza” para sedimentar ou não a efetividade destes novos ativos em prol da qualidade da pele”, enfatiza a Dermatologista Particia Bandeira.

A dermatologista Patricia alerta que é importante ressaltar que muitos desses cosmecêuticos carecem de estudos científicos para que se possa provar ou não sua real efetividade dentro daquilo que se propõem alcançar.

Novos cosmecêuticos

De acordo com a Dra. Patricia, na lista apresentada como algumas novidades foram citados, por exemplo, cosmecêuticos que agregam efeito de hidratação aliada à ação anti-inflamatória e pró-imune dos chamados pro bióticos, sempre associados à fotoproteção diária.

Além disso, novos séruns antioxidantes que incorporam ingredientes solúveis em água (chá verde, carnosina) e em lipídeos (Vitamina C, Vitamina E) associados a outros componentes enzimáticos na sua formulação, prometendo melhora das rugas finas, redução da vermelhidão facial e das alterações pigmentares da pele.

Durante o encontro também foram citadas novas apresentações de filtros solares de marcas já renomadas no meio dermatológico, que vêm com a proposta de serem 100% minerais. Isso confere ao produto a possibilidade de melhor tolerância, com grande espectro de proteção contra os raios UVA e UVB e com a associação de antioxidantes já consagrados em sua formulação, além da vitamina E, que minimiza os danos dos raios ultravioleta e a consequente formação dos radicais livres.

“Vale ressaltar que foram apresentados somente como mais uma opção de uso, haja vista que já dispomos de inúmeras marcas de filtros solares de uso frequente entre a classe dermatológica e que mostram resultados e composição semelhantes. Inclusive, com a possibilidade de novas e interessantes associações, tais como filtros solares com ativos clareadores, para pele masculina, para o público infantil, com proteção contra luz visível, enfim, muitas associações que aceleram os ganhos na pele”,.

Destacam-se também os ativos utilizados via oral que visam a ação de “fotoproteção oral”, ou seja, por meio de uma ação antioxidante buscam minimizar os efeitos da radiação ultravioleta sobre a pele, são os chamados radicais livres que aceleram o processo de dano e envelhecimento da pele.

Confira a notícia completa no site A Crítica.

Imagem: Da assessoria

Fonte:
A Crítica
Autor:
Hanne Assimen
Publicado em:
19 de novembro de 2018

Você também vai gostar de ler