SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Informações estratégicas para sua empresa crescer.

Vestuário

Imagem de título do setor Vestuário
13 de setembro de 2017

A Reformation acredita na moda sustentável e rápida

Yael Aflalo, criadora da marca, afirma que o futuro fashion é rápido.

reformation_moda

“O futuro da moda é rápido”, conta Yael Aflalo, CEO da marca Reformation, ao Refinery29. Ela é dona da marca sustentável que virou queridinha do público alternativo e, agora, quer conquistar o mercado de massas. “Nós não somos mais a marca pequena cool que poucas pessoas conhecem, e existem pessoas que querem usar só esse tipo de marca. Somos maiores agora, e tudo bem. Não somos um segredo”, declarou ela.

De acordo com a designer, o crescimento do Instagram e do Snapchat e as entregas no mesmo dia da Amazon Prime alimentaram nosso insaciável desejo por novidades. “Tudo é rápido agora”, ela continua. “Ninguém quer esperar por nada. Eu compro o que eu quero, e recebo em uma hora. É assim que funciona.”

A fórmula que tem feito a Reformation ser referência em moda sustentável é a sua RefScale: uma feramenta interna feita para calcular as pegadas ambientais de sua produção. Nos últimos três meses, a marca desperdiçou 53% menos e usou 77% menos água que seus competidores. “Eu penso que o aquecimento climático é nosso maior problema, então fico surpresa que nem todas as pessoas façam alguma coisa, mas tudo bem. Eu sei fazer roupas, então decidi criar uma marca sustentável. Essa é minha parte.”

Apesar disso, existe discordância no mercado e na indústria se é possível produzir moda rápida e sustentável — e até mesmo se essa ideia não é por si contraditória. A sustentabilidade não pede por uma produção mais enxuta e consumo consciente? De acordo com Yael, “a moda rápida não significa que é pior para o meio ambiente. Os únicos exemplos que temos que fast fashions são companhias baratas que fazem roupas com materiais péssimos, então pensamento que só pode ser assim, pessoas comprando e jogando fora, criando essa cultura descartável.”

Por essa razão, desde seu lançamento em 2009, ela cria coleções com tecidos sustentáveis, vintage e que iriam para o descarte. Desde o dia da terra, os consumidores também podem visitar a fábrica em Los Angeles e ver como as coisas acontecem. A Reformation ficou tão popular com seu interesse pelo meio ambiente que, de acordo com Yael, esse é seu principal diferencial. Ela pretende lançar duas novas categorias de peças por ano e continuar diminuindo seu impacto ambiental.

Imagem: Divulgação

Fonte:
Elle
Autor:
Da redação
Publicado em:
12 de setembro de 2017

Você também vai gostar de ler