SEBRAE Inteligência Setorial

SEBRAE

Informações estratégicas para sua empresa crescer.

Economia Digital

Imagem de título do setor Economia Digital
13 de novembro de 2018

O setor de Economia Digital 2018-2020

Estar preparado para o futuro é fundamental. Confira o potencial do mercado do segmento de software e serviços de TI em diferentes cenários.

Miniatura_SIS_SC

A economia digital refere-se a uma ampla gama de atividades econômicas que usam informações e conhecimentos digitalizados como fatores-chave de produção. A digitalização da economia gera muitos benefícios e, à medida que as tecnologias digitais impulsionam a inovação e incentivam as oportunidades de emprego e o crescimento econômico, elas também transformam as interações sociais, provocando amplas mudanças.

Tendo em vista a importância que a economia digital assume para o crescimento da economia nacional, foram elaborados três cenários possíveis com indicações de como o mercado e suas principais variáveis poderão se comportar e de que forma os empreendedores poderão agir em cada situação. Tenha acesso a informações como:

Cenário 1: Competitividade impulsionada por um ambiente de negócios favorável

Em um cenário mais positivo, diversos fatores tendem a impulsionar a economia, gerando maiores investimentos em inovação e tecnologia nos diversos setores que ainda podem ampliar seu desenvolvimento tecnológico.

  • A queda contínua da taxa Selic, com o melhor índice histórico esperado para 2020 (5,8% em 2018, 5,6% em 2019 e 5,4% em 2020), trará fôlego ao setor;
  • Com juros baixos, o consumidor geral se sentirá mais compelido a realizar empréstimos e financiamentos, investindo em produtos e serviços do setor de tecnologia;

Cenário 2: Ambiente de negócios neutro com lento aumento da competitividade

As condições econômicas neste cenário estarão em recuperação. Haverá possibilidade de redução das taxas de juros e do aumento da renda familiar e do salário mínimo.

  • O aumento da taxa de câmbio (R$ 3,63 em 2018, R$ 4,01 em 2019 e R$ 4,40 em 2020) estará puxando a economia para baixo por meio de seus impactos negativos no consumo doméstico.
  • Em contrapartida, a alta na taxa provocará um aumento nas transações de exportações do setor, com maiores lucros advindo da valorização do dólar frente ao real.

Cenário 3: Ambiente de negócios desfavorável com impactos negativos na competitividade

Este é o cenário mais pessimista. Espera-se um ambiente de negócios desfavorável, com baixo investimento em P,D&I, e baixíssima adoção de novas tecnologias para impulsionar o setor.

  • Com os maiores índices de desemprego desde 2003, este cenário oferecerá dificuldade ao crescimento das empresas.
  • A taxa crescente de desemprego (17,51% em 2018, 18,60% em 2019 e 19,75% em 2020) sinalizará um momento de dificuldade na economia brasileira. E com menos brasileiros empregados, o consumo doméstico também diminui, o que impactará nas vendas das empresas de diferentes setores.

Faça o download gratuito da pesquisa e saiba as perspectivas de cada cenário e quais estratégias podem ser tomadas a longo prazo.

Você também vai gostar de ler